etc

As 10 piores caracterizações de Super-Heróis no cinema

Escrito por N3rd

Semana passada liberaram o trailer oficial de X-Men:Apocalipse e pra surpresa de todos e desespero do Diretor Bryan Singer a critica caiu matando no Ivan Ooze, digo Apocalipse, do novo filme da franquia X-Men. Os fãs estavam esperando algo como um gigante de mais ou menos 2 metros de altura e com uma aparência no mínimo que fizesse referência ao que estamos acostumados. Mas isso não significa que tudo está perdido, lembro-me também de quando divulgaram as imagens de Mercúrio e também choveu haters falando mal do personagem, e todos ficaram babando com a participação dele em X-Men:Dias de Um Futuro Esquecido.

Baseado nisso escolhemos as 10 piores reproduções de personagens para o cinema, confira a baixo:

1 – Batman e Robin

BatmanAndRobin

Vamos começar pela obra de arte de Batman e Robin, por quê nesse filme, não conseguiram errar apenas uma vez, mas na minha humilde opinião, a c… foi geral do vilão ao herói. Os vilões mais lembravam os vilões dos Power Rangers e pra completar os biquinhos nos mamilos da roupa, ao menos no traje final conseguiram retirar o bico do traje do Batman, mas o Robin não escapou e ostentou-os até o final do filme. Dificil imaginar a equipe reunida olhando o desenho dos trajes e comentando como estavam bons.

2 – Howard: O Pato

HowardTheDuck

Acredite ou não, este pequeno patife foi criado e construído por Jim Henson Creature Shop. Com isso em mente, é fácil ver por que George Lucas legitimamente pensou que sua adaptação malfadada de ícone da contracultura em quadrinhos de Steve Gerber estava destinado a ser um clássico moderno, e um triunfo da arte visual.
Ai a pobre pessoa é forçada a tentar injetar qualquer tipo de humanidade, ou personalidade mesmo aceitável para este traje nível sub-mascote. Há rumores muito terríveis de que a aparência estranha de Howard, resultou da insistência do apresentador de marionetas em usar fantoches em vez de técnicas mais modernas. Também existem rumores de que Lucas disse a associados interessados que, apesar das falhas óbvias em sua produção, Howard O Pato um dia seria visto como um clássico moderno. Errado de novo, George.

A menos, claro, você contar o fato de que ele está agora no Universo Cinemático da Marvel…

3 – Mulher-Gato

HalleBerryCatwoman

Quem ai lembra do filme da Mulher-Gato em que a felina foi interpretada pela famosa atriz Halle Barry? o ano foi 2004, o filme foi um fracasso total, com enredo fraco, atuação exagerada e um visual digamos, que um tanto trash, pra não dizer nada haver total com o que os fãs dos quadrinhos estão habituados a ver.

4 – Capitão América (anos 70)

CaptainAmerica

Os anos 70 foram os anos de debutante da marvel com projetos para TV, nesse anos foram lançados O Incrível Homem-Aranha com Nicholas Hammond, e Lour Ferrigno como O Incrível Hulk. Em 1979 foi a vez de estrear Capitão América de Reb Brown que era um obcecado por moto. Ele tinha um capacete de motocicleta com a famosa marca estampada do personagem “A” e um par de asas, o detalhe era que ele nunca removia o capacete e possuía um macacão e um escudo de plástico com listrar que era transparentes ao invés de branco, essa visão trash durou nos dois primeiros filmes, no segundo intitulado “Death Too Soon” conseguiram dar uma versão mais precisa do traje tradicional, embora ele tenha continuado utilizando o capacete ridículo.

5 – Lanterna Verde

GreenLantern

Esse merecia estar no top 10, conseguiram fazer um Lanterna Verde com uma roupa totalmente digital(que convenhamos, o cara que renderizou devia tá com muita preguiça, por quê até os trajes que vimos nos games tem roupas mais bem produzidas do que a que vimos no filme. De todo o conjunto do traje o que mais chamou a atenção foi a máscara que de longe notava-se o quanto foi fraco o trabalho de desenvolvimento do visual do herói. O detalhe é que a coisa ficou tão rídicula que até o próprio ator odiou o traje, conforme ele revelou recentemente.

6 – O Coisa

Thing

Quando se trata de Michael Chiklis Ben Grimm, parece que a equipe do Quarteto Fantástico ficaram confusos na hora de diferenciar uma rocha e um lugar duro. O visual do personagem ficou parecido com aqueles Cosplay feinhos que encontramos nas convenções, enquanto da cintura pra cima tentaram nos fazer acreditar que ele era de pedra, da cintura pra baixo enfiaram enchimento barato de espuma, que ficou claro a diferença da estrutura de cima e a de baixo.

7 – Spawn

Spawn

Em 1997, Spawn foi lançado à altura do personagem dos quadrinhos, e enquanto algumas adaptações do filme, como O Palhaço incrivelmente repugnante de John Leguizamo, eram, para melhor ou pior, tirado do quadrinho, o próprio Al Simmons sofria do óbvio make-up barato, armadura de borracha, e um CGI  precoce que só aumentou a diferença entre a expectativa e a realidade.
Enquanto o filme sabiamente utilizou CGI para criar o casaco desfiado de Spawn, as limitações dos efeitos digitais da época só serviu para destacar as deficiências dos efeitos práticos no trabalho. É como se os designers trabalharam ativamente contra a suspensão da descrença, culminando em um Spawn que parecia menos uma realização de cinema, e mais como um cosplay realmente impressionante.

8 – Hulk

Hulk

Hulk de Ang Lee é criticado por uma série de razões. Seu enredo denso, sua tendência a favorecer atmósrefas ninhada sobre qualquer tipo de fúria, teatro bombásticas, e suas bizarras escolhas de moldação exagerada têm sido citados como alguns dos principais problemas do filme. Mas o maior problema de longe foi a incapacidade do CGI do tempo para coincidir com a visão de Lee, tornando um protagonista principal que era muito mais parecido com a incrível Shrek do que o Hulk furioso.
Não ajuda que o roteiro de Lee chamado para o Hulk para passar tão pouco tempo no movimento, como a prestação do CGI olhou seu pior quando está parado. Felizmente, visuais na tela do Hulk melhoraram significativamente em suas aparições mais recentes, culminando na versão do filme blockbuster de Vingadores, onde sua interpretação e aparência conseguiu agradar mais pessoas.

9 – Fera

Beast

Nicholas Hoult pode ter tido um bom desempenho como Hank McCoy, mas uma vez que seus bons olhares de menino deu lugar a seu peludo bestial alter-ego, ele parecia muito mais como ele estava pronto para ganhar o seu campeonato de basquete da escola ou ir surfar no topo de uma van através do campus do que lutar contra alguns mutantes do mal.
É difícil para reclamar sobre um filme que tem tanto direito visualmente, mas X-Men: Primeira Classe do Besta foi um pouco também Teen Wolf, devido em grande parte a sua cabeça comicamente desproporcional e Cookie Monster como mãos. É quase uma bênção que a sequência Dias de Um Futuro Esquecido, conseguiu fazer McCoy encontrar uma maneira de alternar entre suas aparições humanas e bestiais.

10 – Demolidor

Daredevil

Não, não é Ben Affleck, e nem Charlie Cox! Rex Smith O Demolidor do filme de TV de 1989, o Trial of the Incredible Hulk compromete, possivelmente, o pior  projeto de todos: é absolutamente, totalmente chato. Ele evita os poucos toques distintivos de olhar já incrivelmente simples do Demolidor a favor deste pijama a la Zorro mesclado com ninja.
A pior parte é, seria realmente ter sido um traje bastante decente, especialmente para TV, com apenas algumas pequenas correções. Alterar o preto monótono a um vermelho escuro, e adicionando pequenos chifres do Demolidor teria feito toda a diferença. Tal como está, absolutamente nada sobre isso, exceto, talvez, o cassetete, diz que é o Demolidor.

Algumas pessoas começaram a gritar “Rex Smith” quando viram a arte do conceito para o primeiro olhar do Demolidor na nova série do Netflix, mas essas pessoas aparentemente nunca leram “O Homem Sem Medo”.

E vocês o que acharam? Deixem seus comentários

newsarama